domingo, 31 de outubro de 2010

Sem humildade, Lula canta vitória e diz que Serra sai menor da eleição

Por Tiago Monteiro Tavares:
Na manhã de hoje, o Presidente Lula votou em São Bernardo do Campo e, correspondendo a sua falta de humildade dos últimos tempos, saiu cantando vitória. Além de arrogante, Lula disse que José Serra sai menor do processo eleitoral.

“Essa campanha foi muito mais violenta de uma parte à outra. Sinceramente, acho que o candidato Serra sai menor dessa campanha porque a agressividade deles à companheira Dilma Rousseff é uma coisa que eu imaginava que já tivesse terminado na política brasileira”.

A resposta veio do senador eleito por São Paulo, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), que acredita na vitória de Serra. "Quem sai menor é o Lula, pela forma como ele se envolveu na eleição, quebrando as regras do decoro presidencial e da própria legislação", afirmou.

O Presidente também se manifestou no caso do palhaço Tiririca, eleito em 3 de outubro com 1,3 milhão de votos, que responde na justiça por suspeita de falsificar certidão de que é alfabetizado, tendo que provar que realmente sabe ler e escrever para ser diplomado como deputado federal.
"O Tiririca é a cara da sociedade. Acho uma cretinice o que estão tentando fazer com o Tiririca. Estão desrespeitando 1,5 milhão de pessoas que votaram nele. Então, que não deixassem ele ser candidato. Acho que tem de fazer prova é quem está pedindo para ele fazer prova", disse Lula.

De fato, a falta de decoro presidencial por parte de Lula é nítida. Tolos os que acreditam que a imparcialidade não é importante. Na democracia, a máquina pública e a manifestação do Governo e do Presidente devem se manterem de fora do processo eleitoral. O Presidente deveria ter vergonha é da sua necessidade desesperada em eleger Dilma Rousseff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário